Fanpage

SAÚDE DA MULHER | CUIDE-SE | CÓLICA MENSTRUAL É DOENÇA ?

Oi pessoal tudo bem?
Estão bem, então ta bom!

Vamos falar um pouco sobre Saúde.? 
Acho valido, falar sobre tudo aqui ...

Então trouxe um assunto, que me pegue lendo esse dias, e resolvi bater um papo.
Não sou especialista, não to mandando vocês fazerem nada. 

Quero apenas, abortar um assunto fazendo assim você ficar curiosa e ir questionar seu medico caso você sinta algo sobre o assunto. 

Já parou pra pensar um pouco sobre a cólica menstrual ou Dismenorreia ( como chamam os especialistas ) ? pra quem sobre disso, colega vou te dizer tem algumas crises que só deus!

E sabia que Dependendo se há ou não alguma doença dos órgãos pélvicos como causa, ela pode ser classificada como primária ou secundária

















Na dismenorreia ( cólica menstrual ) primária, que representa cerca de 80% dos casos, não há problemas no útero ou ovários. 

Dra. Patricia de Rossi (CRM 79066-SP), ginecologista e obstetra do Conjunto Hospitalar do Mandaqui, em São Paulo diz : “Os sintomas são comuns. Metade das mulheres apresenta esse tipo de dor pélvica durante sua idade fértil”.

Os especialistas explicam que a cólica é consequência das contrações uterinas, que ocorrem por aumento da produção de prostaglandinas (moléculas reguladoras das vias metabólicas) no endométrio (camada interna do útero que é eliminada na menstruação).
Essas contrações comprimem os vasos sanguíneos, dificultando o suprimento de oxigênio em algumas partes do útero. 

“Além da dor na parte inferior do abdome, que pode se irradiar para as costas e pernas, é comum ter outros sintomas como: 

  1. náuseas, 
  2. vômitos, 
  3. diarreia, 
  4. mal-estar, 
  5. fadiga

e que prejudicam o bem-estar e as atividades cotidianas. Algumas mulheres ficam incapacitadas até para trabalhar”, acrescenta a médica.; Dra. Patricia de Rossi (CRM 79066-SP).

O presidente da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED), Dr. Irimar de Paula Posso (CRM 12934-SP), descreve que a dor é individual, e pode variar entre amena e muito intensa. 

A dor da dismenorreia primária costuma se iniciar junto do fluxo menstrual e dura, geralmente, entre dois e três dias. “Esse tipo costuma aparecer após as primeiras menstruações, podendo diminuir ou não de intensidade ao longo dos anos ou depois da primeira gravidez”, explica a Dra. Patrícia. ( A QUEM DIGA QUE ISSO É VERDADE MESMO, DEPOIS DA GRAVIDEZ TEM MULHERES QUE NÃO SENTE MAIS CÓLICAS, NO COMEÇO REALMENTE NÃO SENTIA, MAIS ESTÃO VOLTANDO GRADATIVAMENTE )

A dismenorreia secundária habitualmente começa duas semanas antes da menstruação e é mais intensa ou progressiva (piora com o passar do tempo).

Pode ser acompanhada de outros sintomas ginecológicos, como aumento da duração ou volume das menstruações, causado por outras doenças, como miomas ou endometriose.

Então se você sente essas dores, e elas só aumentam, ou é insuportáveis quando você sente procure seu ginecologista ( é chamei de SEU, porque todas nos devemos ir uma vez ao ano ao especialista para nos cuidarmos, mesmo se não tivermos a vida sexual ativa ), converse com ele relate sobre as dores é importante! 

CUIDE-SE!

É isso não esquece de compartilha, e aproveita para conhecer a pagina no facebook, lá tem um link direto para compartilhar.

Beijão



Comentários